• Prêmio Melhor Cidade
  • Prêmio Melhor Destino de Inverno
  • Prêmio Prefeito Empreendedor
  • Transparência na Internet
  • Travellers Choice

Projeto quer transformar Casa do Major em museu

Preservar e promover a memória de Gramado são os principais objetivos do projeto de restauração da Casa Major Nicoletti. A proposta é que o local seja transformado em um museu para visitação da comunidade e turistas, buscando consolidar as identidades culturais e promover ações educativas que fortaleçam a autoestima da população e apresentem ao turista os aspectos socioculturais do município. O projeto será apresentado pela Prefeitura de Gramado, por meio da Secretaria da Cultura, na próxima terça-feira (14), às 19h, na Câmara de Vereadores.

Para colocar em prática a proposta inicial, são previstos investimentos de R$ 890 mil que devem ser captados pela Lei de Incentivo à Cultura - LIC. As empresas que apoiam projetos culturais aprovados por meio da LIC têm o valor deduzido do ICMS (Imposto Sobre Comércio de Mercadorias e Serviços). “Buscamos auxílio dos empresários para a captação desse valor. A apresentação tem como objetivo incluir a comunidade neste projeto e explicar como funciona o processo da LIC”, destaca o secretário da pasta, Allan John Lino.

De acordo com o projeto, o acervo do museu será formado a partir de objetos e documentos do Major Nicoletti, como peças bi e tridimensionais, documentos em papel, fotografias, além de recursos de áudio e vídeo. Grande parte dos itens em processo de doação é composto pelo acervo particular do Major Nicoletti, hoje sob a guarda de sua família. Além das peças pertencentes ao Major, o museu também receberá acervos de outras identidades culturais de Gramado.

“É importante destacar que o projeto de restauro da Casa do Major busca preservar os aspectos materiais e imaterias do local, além de ser mais um ponto turístico e cultural do município que será aberto para visitação”, salienta o secretário Allan.

 

Sobre a Casa do Major Nicoletti

A casa foi desapropriada pela Prefeitura de Gramado e teve o tombamento efetivado, inicialmente, pela Lei Municipal nº1.761, de 17 de novembro de 2000. Esse processo, no entanto, não havia assegurado proteção à totalidade do imóvel, tendo sido revogado e um novo tombamento efetivou-se por meio da Lei 3060, de 4 de dezembro de 2012, contemplando uma área de 2.047,92 m².

O terreno inclui uma casa de madeira de dois pavimentos, que mescla estilo arquitetônico italiano e alemão, jardim e platô, localizados na esquina da Avenida Borges de Medeiros com a Rua Emílio Sorgetz.