Prefeitura Municipal de Gramado
  • Prêmio Melhor Cidade
  • Prêmio Melhor Destino de Inverno
  • Prêmio Prefeito Empreendedor
  • Transparência na Internet
  • Travellers Choice

Gramado valoriza atuação do professor

Publicado em 11.01.2018

Os profissionais da rede municipal de Educação de Gramado já cumprem integralmente 1/3 da sua carga horária para atividades extraclasse com planejamento escolar, avaliação e formação continuada. Reivindicação antiga da classe e instituída em fevereiro de 2017 via Portaria 709/2017, a concessão das horas-atividade foi implementada gradualmente nas escolas até atingir a sua integralidade, em agosto.

“A partir da assinatura da portaria pelo prefeito Fedoca (João Alfredo Bertolucci), atingimos primeiramente os anos iniciais e finais do ensino fundamental, e uma parte da educação infantil. Mas em agosto, após os recessos, conseguimos contemplar totalmente a educação infantil. Os professores podem preparar suas aulas, corrigir provas, tirar dúvidas. É um momento de muito trabalho e antes esses educadores faziam essas atividades fora da grade escolar”, explica a coordenadora pedagógica, Josiane Vasconcelos Machado.

A representante da educação infantil, a professora Daniele Birck, comemora a instituição da Portaria. “Temos o integral de 10 horas e 40 minutos semanais para avaliação, planejamento e formação continuada”, afirma. Segundo Daniela, anteriormente, estas tarefas eram feitas nos horários de folga, o que comprometia a qualidade de vida dos profissionais.

“Antes, os professores tinham que fazer estas atividades às noites ou aos finais de semana, tempo que deveria ser de descanso. Agora planejamos, pesquisamos e estudamos nas nossas horas-atividade em local de livre escolha. O ensino melhorou e o professor não se sente mais sobrecarregado. Podemos buscar a educação de qualidade que sempre sonhamos para a rede pública”, completa.

A concessão de 1/3 para atividades de planejamento escolar aos profissionais da educação não prejudicou a grade curricular dos alunos. A Secretaria da Educação aumentou a carga horária de alguns professores para que, neste período, os estudantes pudessem ter aulas de arte, educação física, aulas no laboratório de informática, e participar de projetos como a hora do conto.

A Secretaria da Educação, Sindicato e grupo de representantes dos professores estudam a reforma do Plano de Carreira do Magistério para inclusão deste 1/3 na lei municipal.

 

Reivindicação vinha desde 2012

Segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, a reivindicação da classe para a contemplação das horas-atividade vinha desde 2012, sem êxito. Em 2014, foi ajuizada uma ação para que o direito estabelecido em lei federal fosse assegurado em legislação municipal. Em 2015, foi firmada a primeira Portaria Municipal regulamentando parte do benefício. E no ano de 2016, uma nova portaria foi negociada entre Sindicato e Município para que fosse cumprido integralmente o 1/3 de horas-atividade a todas as classes, não sendo assinada pelo prefeito à época, embora alguns profissionais já cumprissem parte dele, mesmo que dentro do ambiente escolar.

No ano passado, a concessão do período destinado ao planejamento escolar foi estudada pela Secretaria da Educação em conjunto com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Gramado (SSPMG), e se efetivou após várias reuniões. “Em 2017, a referida Portaria foi analisada e negociada com a atual gestão. Entrou em vigência no mesmo ano, contemplando todos os profissionais da educação: professores, professores AEE, educadores infantis, supervisores pedagógicos e orientadores educacionais. Foi uma grande vitória”, explica a vice-presidente do Sindicato, Queli Mewius Boch.