• Prêmio Melhor Cidade
  • Prêmio Melhor Destino de Inverno
  • Prêmio Prefeito Empreendedor
  • Transparência na Internet
  • Travellers Choice

Evento de 11 anos da Lei Maria da Penha

Em comemoração aos 11 anos da Lei Maria da Penha, o Gabinete da Primeira-Dama de Gramado e o Conselho dos Direitos da Mulher (COMDIM) promoveram na última terça-feira, 8 de agosto, um evento que buscou debater os progressos da Lei, bem como falar dos desafios que as mulheres ainda enfrentam com a desigualdade social, como ocorre no mercado de trabalho, além das suas lutas pelo fim da violência familiar e doméstica, e pela igualdade de gêneros. Participaram da mesa, o prefeito João Alfredo de Castilhos Bertolucci – Fedoca, a primeira-dama, Bianca Bertolucci, a presidente do COMDIM, Adriana Moreira, o Delegado de Gramado Gustavo Barcellos, e as palestrantes convidadas, Ana Carolina Torres e Yaskara Goltz.

Na ocasião, Bianca, lembrou que a Lei Maria da Penha, instituída em 7 de agosto de 2006, foi criada como um dispositivo constitucional pela força de uma mulher que quase morreu vítima da agressão do seu marido. “Em nenhum momento em seus depoimentos, ela falou que foi fácil, muito pelo contrário, ela pensou em desistir muitas vezes, e não é agressão somente aquela que lesiona uma mulher, é aquela que também fere moralmente a cabeça e o coração de muitas mulheres”, declarou Bianca, relatando ao público presente os vários tipos de agressão previstos na Lei: física, psicológica, moral, patrimonial, e sexual. “Existem muitos, mas muitos motivos para uma mulher não se calar, e com apenas um deles ela pode denunciar esse agressor, e nós dentro do Gabinete temos o Centro de Referência de Atendimento à Mulher, que vai acolher essa mulher”, acrescentou.

Durante o encontro, Bianca ainda fez referência à evolução do trabalho do CRAM nestes primeiros meses de trabalho, destacando os 530 atendimentos de janeiro a julho. “As mulheres relatam que elas estão mais corajosas por causa deste trabalho, e o Dr. Gustavo Barcellos, que está aqui, sabe que muitas mulheres não desejam fazer o registro do Boletim de Ocorrência, às vezes elas só precisam de um acolhimento. Nós temos aqui um grande parceiro que é o Delegado, que junto conosco lutou para trazer um posto da mulher para Gramado, e em breve estaremos inaugurando esse posto”, completou a primeira-dama do município.

 

Mulheres no mercado de trabalho

Após abertura do evento, a advogada e membro fundadora do grupo Women in Law Mentoring Brazil, Ana Carolina Tavares Torres, trouxe para os presentes dados e experiências sobre os desafios das mulheres no mercado de trabalho.

Ela iniciou sua apresentação com as últimas pesquisas sobre as diferenças das participações femininas no mercado de trabalho, e o que mais impressionou os participantes foi o fato de que quanto maior o cargo que a mulher ocupa, maior é a diferença salarial entre ela e o homem na mesma posição.

Outra informação que impactou os presentes foi que, diante dos avanços tímidos com relação à igualdade de gêneros, somente em 2085, não haverá mais desigualdade salarial. “Em 2126, as mulheres ocuparão 51% dos cargos de diretoria executiva... e em 2213, as mulheres ocuparão 51% dos cargos de alta gerência. Parece que é tempo demais para a gente esperar! E pensar que as minhas netas não aproveitarão esse meio a meio, é assustador”, disse a palestrante, indagando ao público, diante do que fazer para acelerar este processo para que as gerações que estão entrando no mercado e a nossa possa provar desta igualdade?

E a partir desse mesmo questionamento, Ana Carolina tratou de agir e trabalhar com projetos voltados ao trabalho de preparação de mulheres para que elas enfrentem a realidade da vida pessoal x vida profissional sem precisar abdicar da carreira e do sucesso.

“Jurídico de Saias”, Women in Law Mentoring Brazil são as frentes que a Ana Paula escolheu para tratar do tema de forma construtiva, juntando outras profissionais para formar uma rede de contatos de apoio mútuo e de troca de experiências para que as mulheres sigam fortes de decididas diante dos empecilhos a que são diariamente submetidas. Além disso, a grande citada pela palestrante foi a CEO do Facebook, e a 6ª Mulher mais Influente no Mundo, conforme a Revista Forbes,  Sheryl Sandberg, que escreveu o livro “Faça  Acontecer”, e que foi um grande  divisor de águas na vida dela. Sheryl

 

Empreendedorismo como agente transformador

Com o tema empreendedorismo como agente transformador, a empresária e idealizadora da IDEAR – Educação Corporativa, empresa que presta consultoria, coaching e promove eventos para propagar o espírito empreendedor, Yaskara Goltz trouxe alguns cases e informações de como funciona a mente empreendedora nas pessoas.

Com a perspectiva de que qualquer um pode empreender, com qualquer recurso, a palestrante apresentou as características semelhantes dos empreendedores de sucesso para os presentes. Desde ter objetivo, de projetar o negócio no futuro, passando pela importância da rede de contatos e chegando ao grande diferencial de todos dos que conquistam sucesso em qualquer negócio que abrem, que é o cativar o cliente. O carinho, a atenção, o face to face, a empatia é que, conforme a empresária, fazem toda a diferença na hora de escolhermos um serviço ou produto.

Ela finalizou a sua participação no evento citando a história de uma menina de 10 anos, que palestrou no Fronteiras do Pensamento anos atrás, e que conta a história da criança que quis montar um negócio e recebeu o incentivo da família toda. Através da venda de limonadas e de bottons, a empresa idealizada por essa criança conseguiu enviar recursos para aldeias na África, e mudar a realidade daquele local, com poços artesianos, livros para as crianças, entre outros projetos. Além de emocionar a todos com o relato da iniciativa, Yaskara com a sua mensagem final mostrou a importância do apoio familiar na construção da personalidade empreendedora das pessoas.